A vida secreta e intensa do Parque Nacional do Itatiaia

A vida secreta e intensa do Parque Nacional do Itatiaia

itatiaia-armadilha Estudo com armadilhas fotográficas revela flagrantes das florestas de neblina

por Ana Lucia Azevedo

Mergulhada em bruma e dominada pelo verde-escuro das árvores gigantes da Mata Atlântica em glória, a floresta nas redondezas do abandonado Hotel Simon, na chamada parte baixa do Parque Nacional do Itatiaia (PNI), leva fama de assombrada. Deixados os fantasmas de homens em paz, vagam de fato por lá espíritos, mas de outro tipo. Reais, de carne, músculos e ossos. Onças reinam ali. Elas são senhoras de um dos últimos refúgios das florestas originais, uma ilha verde a meio caminho entre Rio e São Paulo, as duas maiores metrópoles do Brasil, a menos de 200 quilômetros das multidões do Centro carioca. Read more.