Bromeliaceae de Santa Teresa, Espírito Santo, Brasil

Bromeliaceae do município de Santa Teresa, Espírito Santo: lista de espécies, distribuição, conservação e comentários taxonômicos

Tânia Wendt, Thiago do Santos Coser, Helio Boudet Fernandes & Gustavo Martinelli

RESUMO: A Floresta Atlântica brasileira é considerada uma das principais florestas tropicais do mundo, sendo prioritária para a conservação devido aos altos níveis de riqueza de espécies e endemismos locais, além do pronunciado desmatamento que é submetida. Constitui o principal centro de diversidade de Bromeliaceae. O presente trabalho apresenta uma listagem de Bromeliaceae de Santa Teresa, no Estado do Espírito Santo, região inserida no domínio da Floresta Atlântica do sudeste do Brasil. Esta listagem é baseada em espécimes de herbário, levantamento bibliográfico, e observações de campo. Como resultados foram confirmados para região 107 espécies, reunidas em 21 gêneros, para as quais são apresentadas a distribuição geográfica, imagens fotográficas e o status de conservação. É apresentada também uma listagem adicional com 63 táxons excluídos ou duvidosos com comentários. O gênero melhor representado é Vriesea, com 34 espécies, seguido por Aechmea (16), Billbergia (11), Tillandsia (8), e Neoregelia (8). Um total de 36 espécies (34%) é endêmico do Espírito Santo, sendo que a maioria é restrita a região serrana localizadas em Santa Teresa e cidades vizinhas. Das espécies estudadas 32 pertence à lista de espécies ameaçadas do Estado. Comparado com outros inventários florísticos de Bromeliaceae, essa região tem um dos maiores números de espécies por área. Esse resultado, associado aos altos níveis de endemismos e de espécies ameaçadas, indicam a alta importância biológica do município de Santa Teresa e da região serrana do Estado do Espírito Santo. Palavras-chave: biodiversidade, distribuição geográfica, endemismo, espécies ameaçadas, Floresta Atlântica.

 

ABSTRACT:  Checklist of Bromeliaceae family in municipality of Santa Teresa, Espírito Santo, Brazil. The Brazilian Atlantic Forest is considered one of the most important tropical Forest in the world, and a priority for conservation due to high levels of species richness and endemism and pronounced deforestation. It is one the main centers of diversification of the Bromeliaceae plant family. This work presents a checklist of Bromeliaceae from Santa Teresa, Espírito Santo state, within the Atlantic Forest domain in southeast Brazil. The checklist is based on herbarium specimens, botanical literature survey, and field observations. As results, 21 genera with 107 species are recognized, of which we present geographic distribution, photographs and conservation status of the species. An additional list of 63 excluded and doubtful taxa is presented with comments. The best represented genus is Vriesea, with 33 species, followed by Aechmea (16), Billbergia (11), Tillandsia (8), and Neoregelia (8). A total of 36 species (34%) are endemic to Espírito Santo state, mostly restricted to mountainous locality of Santa Teresa and neighboring villages. Thirty-two of those figure in the state list of threatened plant species. Compared with other floristic bromeliad inventories, this region has one of the greatest numbers of species per area. These results, associated with the high levels of endemism and endangered species, indicate the high biological importance of Santa Teresa municipality and Espírito Santo mountains. Key words: Biodiversity, Brazilian Atlantic Forest, endemism, geographic distribution, taxonomic notes, threatened species.